Press "Enter" to skip to content

Já pensaram em ostracismo?

Hoje, estamos novamente, outra vez, de novo, às voltas com o processo do mensalão. Já deu o que tinha que dar. Explicando esta coisa para meu filho, de 11 anos, hoje quando o levava para a escola, cai na besteira de falar: Ai que saudades de Athenas! Ai tive que explicar por quê.

O partenon de atenas

Era só uma brincadeira, nada mais… coisa de gente velha que lembra de gente mais velha ainda…

Quem me conhece sabe que sou defensor afoito da democracia direta. Na verdade, acho que todos os males do mundo moderno, a morte inclusive, são culpa do imposto e da democracia representativa. E sempre que falo nisso lembro de Athenas. Hoje, lembrei do ostracismo.

A democracia de Athenas, nos tempos de Solon, Platão e mais um monte de gente velha e esquecida tinha uma ferramenta genial. O ostracismo. Uma vez por ano os cidadãos se reunião e podiam votar se outro cidadão, qualquer outro, seria condenado ao ostracismo. O que na época significava ser expulso da cidade por dez anos. Simples assim. Encheu o saco a gente vota e o sujeito vai embora por dez anos. Sem rito jurídico, sem perda de tempo, sem gasto de dinheiro público, sem nada. Só, talvez, um já vai tarde.

Que saudade de Athenas!